MCLG Advogados Associados

perfil
 
03.08.2007

Lula escolherá diretoria até o final deste mês

  O secretário especial de Portos, ministro Pedro Brito, garantiu ontem que a futura diretoria da Codesp será anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o final deste mês. Segundo ele, a nomeação aguarda somente a aprovação, pelo Senado, da medida provisória que cria a SEP, texto que deve ser apreciado na próxima semana.
  Originalmente, o ministro havia informado que a escolha dos novos dirigentes estatal aconteceria até o fim do mês passado. Mas ontem, em sua participação no Fórum Brasil de Comércio Exterior e Logística, na Cidade, citou a vontade do presidente Lula de aguardar a votação do Senado.
  ‘‘Eu também quero concluir esse processo. Quanto mais rápido houver a oficialização da Secretaria Especial no Senado, mais rápido poderemos anunciar as diretorias e deslanchar o trabalho’’, respondeu Brito, ao ser questionado por A Tribuna sobre a demora na definição da diretoria da Codesp.
  O ministro dos Portos admitiu, ainda, que há possibilidade de funcionários da própria Codesp integrarem a diretoria da empresa. Segundo ele, o critério de ‘‘prestigiar os técnicos da casa’’ já foi aplicado na Companhia Docas do Pará (CDP), a única a ter seus dirigentes anunciados. ‘‘Lá, só fizemos a nomeação porque havia problemas de gestão, com pessoas substituindo a diretoria’’, comentou.
  Logo em seguida, ele justificou que a estratégia adotada na CDP pode ser repetida em Santos porque ‘‘dentro da Codesp existe um time de técnicos de excelência, que conhecem bem o Porto de Santos’’. E explicou que o procedimento é uma forma de ‘‘dar expectativa de crescimento aos funcionários da empresa’’.
  Brito também negou já ter escolhido os ocupantes para as quatro vagas (a de presidente e as três de diretor) no comando da estatal santista. Para A Tribuna, ele ainda afirmou desconhecer José Di Bella Filho, que na semana passada foi cotado como futuro mandatário da Docas. ‘‘Os nomes serão escolhidos pelo presidente Lula. Ele tem acompanhado de perto a situação dos portos’’, assegurou.
  Ao chegar a Cidade, o ministro se reuniu com empresários do porto e de transportadoras e autoridades, como o prefeito de Santos, João Paulo Papa. Entre eles estava o diretor da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (Abtra), José Roberto Sampaio Campos, também cogitado para assumir a Companhia Docas.
  A ex-deputada federal Telma de Souza (PT-SP) também procurou o chefe da SEP. Ela deverá fazer uma visita ao ministro na próxima terça-feira, em Brasília. Telma foi responsável pela indicação de Fabrizio Pierdomenico, atual diretor comercial e de Desenvolvimento da Autoridade Portuária, em 2003.

Ministro participa de fim de greve
Atendendo a uma solicitação do Comitê de Logística do Porto de Santos, o ministro da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, ligou para o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, por volta do meio-dia de ontem, pedindo uma solução imediata para a greve dos fiscais agropecuários, que se estendia há dez dias. Segundo Brito, o contato foi essencial pois as operações nos portos brasileiros estavam comprometidas pela paralisação. Após a ligação, o Governo e os grevistas chegaram a um acordo e a greve foi suspensa.

Fonte: Redação: Jornal A TRIBUNA