MCLG Advogados Associados

perfil
 
30.10.2008

Rebocador se choca com navio

O rebocador SN Jatobá ficou semi-submerso após se chocar com o cargueiro Nordborg ontem, durante operação de atracação da embarcação no cais do Armazém 32, na Margem Direita (Santos) do porto. Ninguém se feriu. A Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) vai instaurar um inquérito administrativo para apurar as causas do acidente. 


A batida ocorreu durante a manobra do navio, às 13h25, e provocou uma fissura no casco do rebocador. Devido à água que começou a entrar pelo furo a boreste (no lado direito), abaixo da linha da água, o barco de apoio passou a afundar lentamente.

Percebendo o problema, o mestre do rebocador atravessou o Canal do Estuário e rumou em direção à Favela da Prainha, área de mangue onde a profundidade natural é de cerca de 1 metro. Com isso, o SN Jatobá encalhou ao lado do Terminal de Exportação de Veículos (TEV), na Margem Esquerda (Guarujá) do porto.

A embarcação ficou bem em frente a um posto da Guarda Portuária, que imediatamente acionou a CPSP. Os quatro tripulantes foram resgatados pela lancha de uma empresa particular de travessias marítimas.

O Nordborg, que veio a Santos para descarregar máquinas embarcadas em Rio Grande (RS), não sofreu avarias, de acordo com a agência Barwil Brasil, responsável por seu afretamento. O bulbo (tipo de bico localizado na frente da embarcação, abaixo da linha do mar) foi a única parte atingida pelo rebocador.

A manobra do mestre impediu que o Jatobá afundasse no meio do canal, o que provocaria maior dificuldade para a retirada e para o fluxo de navios no cais. "Não havia muito o que fazer. Foi mesmo a melhor escolha, porque ele evitou uma possível interdição no porto", avaliou o capitão-de-corveta Valter Monteiro, encarregado da Divisão de Inspeção Naval da CPSP.

Após o incidente, a empresa Sulnorte, proprietária do rebocador, enviou mergulhadores para avaliarem a fissura no casco. Uma firma foi contratada para montar uma barreira de contenção, para o caso de haver vazamentos de óleo.