MCLG Advogados Associados

perfil
 
07.01.2010

Porto de Roterdã sofre queda de 10% na movimentação de contêineres

O Porto de Roterdã (Holanda), líder em contêineres da Europa, sofreu queda de 10% na movimentação dos cofres no ano passado em comparação a 2008. Ao todo, foram transportados 9,8 milhões de Teus (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés).

De acordo com as autoridades do complexo, o saldo é satisfatório se comparado às quantidades de outros países da Europa e Ásia. "Armadores combinaram serviços e implementaram o maior número possível de navios para reduzir custos", declarou o porto em nota. "O que Roterdã tem a oferecer (localização, profundidade, transporte para o interior, tarifas) é bem adaptado à crise e significa que o porto pode até mesmo se beneficiar com a tendência".

"O tráfego de contêineres pela Europa foi realmente difícil, especialmente para destinos como Inglaterra, Irlanda e Espanha, e os serviços do Norte e América do Sul estão compartilhando o mal-estar. Entretanto, o tráfego ligado a serviços da Ásia é realmente crescente".

O órgão diz que "o tráfego de carga geral tinha sido muito atingido pela crise, com os números de 2009 ficando 16% abaixo em relação ao total de 2008. "A manipulação de aço e metais não-ferrosos estava por cerca de 70% do volume do setor. Ambos dependem muito de setores que foram duramente atingidos pela crise, como a construção civil e indústria automobilística".

A movimentação de produtos de papel e frutas obteve uma leve queda, enquanto que o de cargas de projeto manteve-se estável.